quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

“Dom Quixote” coloca 400 bailarinos em cena

Montagem da Escola Municipal de Dança leva ao Moringão, pela primeira vez, a versão integral de um dos balés mais famosos da história da dança

         Neste final de semana, elegantes espanholas e valentes toureiros ocupam o palco montado no Ginásio de Esportes Moringão para contar a história de amor e de aventuras do balé ‘Dom Quixote’. Os quatro atos da peça de repertório serão apresentados na íntegra no espetáculo de fim de ano da Escola Municipal de Dança, um projeto que levará à cena cerca de 400 alunos do 1º ao 8º ano do curso regular de clássico. As sessões acontecem no sábado (14) e domingo (15), às 20 horas. Os ingressos custam R$ 16,00 e 8,00 (meia) e estão sendo vendidos exclusivamente na sede da Funcart (Rua Senador Souza Naves, 2380). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (43)3342-2362.

Foto de Fábio Alcover
         Baseada no romance homônimo de Miguel de Cervantes, a obra narra as aventuras e fantasias de Dom Quixote e de Sancho Panza em meio ao amor proibido da jovem Kitri e do barbeiro Basílio. Durante o espetáculo, o público vai conferir o grand pas de deux, solos e conjuntos - como o das amigas de Kitri em sua festa de casamento e o duelo dos toureiros espanhóis. A adaptação coreográfica é de Alexandro Micale, Marciano Boletti e Sonia Secco, coordenadora da Escola Municipal de Dança.

         “Já foram apresentadas suítes de ‘Dom Quixote’, mas é a primeira vez que Londrina vai assistir a uma versão integral do espetáculo, com quatro atos”, destaca Sonia. A montagem envolve inúmeros trajes e cenários que reproduzem ambientes espanhóis. “A história é de uma Espanha antiga e, por isso, reproduzimos toda aquela tradição. Os figurinos vêm repletos de leques, flores e cores. A música é vibrante o tempo todo. Ao mesmo tempo, é uma ambientação muito próxima da alegria brasileira”, completa a coordenadora da Escola.

O espetáculo está sendo planejado desde o início do ano e envolveu pesquisas em livros e vídeos por parte dos professores para a adaptação de coreografias tradicionais de ‘Dom Quixote’, como as do Royal Ballet e do American Ballet.

Foto de Fábio Alcover e Mariana Hertel
Toda a montagem foi feita de forma independente e financiada por meio de promoções e bilheterias de temporadas ao longo do ano. “Os pais e alunos se envolveram no projeto. Com o pouco que e gente teve e a indisponibilidade de um teatro que pudesse comportar uma montagem dessa proporção, acho que conseguimos produzir muito. Será um belo espetáculo, um presente à cidade”, destaca Sonia.

         Memórias de Anne Marie – No final de semana, a Escola Municipal de Dança também promove no Moringão uma sessão vespertina do espetáculo “Memórias de Anne Marie”.  Ele acontece no domingo (15), às 16 horas, com ingressos a R$ 16,00 e 8,00. A montagem será realizada com crianças de 4 a 7 anos - alunos do curso preparatório de balé clássico - e contará com a participação especial de bailarinos das turmas avançadas do curso regular.

         Na trama, Anne Marie é uma pintora francesa que, ao chegar em uma praça da Espanha, avista as brincadeiras de um grupo de crianças e é conduzida para as lembranças de sua própria infância. Enquanto mergulha nestes sonhos, a artista retrata as memórias em um quadro. “Criamos a história e uma coreografia que cabe no universo e na capacidade física das crianças menores. O objetivo desta fase preparatória do balé é promover o desenvolvimento artístico com ludicidade e prazer”, explica a coordenadora.

Renato Forin Jr. (assessoria de imprensa)

Serviço:
Dom Quixote
Montagem de final de ano da Escola Municipal de Dança (curso regular)
Dias 14 e 15 de dezembro (sábado e domingo)
Às 20 horas
No Ginásio de Esportes Moringão (Rua Gomes Carneiro, 315)
Memórias de Anne Marie
Montagem de final de ano da Escola Municipal de Dança (curso preparatório)
Dia 15 de dezembro (domingo)
Às 16 horas
No Ginásio de Esportes Moringão (Rua Gomes Carneiro, 315)

Ingressos:
R$ 16,00 e 8,00 (meia)
Vendidos exclusivamente na sede da Funcart
(Rua Senador Souza Naves, 2380)
Informações: (43) 3342-2362

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Ballet de Londrina festeja 20 anos com apresentação aberta ao público

Companhia remonta duas de suas obras mais emblemáticas e chama ao palco do Zerão bailarinos de diferentes gerações

O 9 de dezembro, véspera do aniversário de Londrina, é data de festa para a companhia de dança oficial da cidade. Exatamente neste dia, em 1993, os nove bailarinos do, então, Ballet de Câmara da Cidade de Londrina ocupavam o palco do Teatro Ouro Verde para sua primeira apresentação, com música ao vivo executada pela Orquestra Sinfônica da UEL. 
Parte da coreografia a que o público londrinense assistiu naquela “Noite de Gala”, há 20 anos, poderá ser revista nesta segunda-feira (9/dez) com o elenco original, em oportunidade histórica. O Ballet de Londrina comemora suas duas décadas de trabalho ininterrupto com a remontagem dos espetáculos “Um Ex e Dois Futuros” (o da estreia, de 1993) e “...à Cidade” (sucesso de 1996). A apresentação acontece no Anfiteatro do Zerão, às 20h30. O programa de aniversário segue, posteriormente, no Bar Valentino.
Para o projeto, o diretor Leonardo Ramos escalou, além dos 12 integrantes do atual elenco, 15 convidados. Dentre eles, ex-bailarinos da companhia vindos de diversas partes do país e exímios alunos da Escola Municipal de Dança, que apontam para o futuro do Ballet de Londrina.  “É como as bodas de um casal, que já tem filhos e netos e resolvem reunir estas histórias. Será um momento de grande comoção para nós e para o público que nos acompanha”, compara Leonardo Ramos.
Os dois trabalhos são bem diferentes das montagens atuais do Ballet de Londrina, que, nos últimos anos, refinou uma linguagem muito particular, caracterizada pela horizontalidade e pela descoberta de novas formas de locomoção e equilíbrio.
“Um Ex e Dois Futuros” e “... à Cidade” trabalham com outra lógica de criação e, por serem de períodos distintos, apontam para a trajetória evolutiva da companhia. Nas coreografias, como coloca o diretor, “o contemporâneo está muito mais no tema do que na estética”. “Optamos por remontá-los para mostrar algo mais antigo e que já não fazemos mais, de um período em que o olhar é inventivo, mas a estrutura ainda é clássica”, completa.

“Um Ex e Dois Futuros” - A reunião das duas obras na noite comemorativa não é fortuita. “Um Ex...”, além de primeira montagem do Ballet, foi coreografado por Jorge Marcos de Oliveira, conhecido como Marcos Leão, talentoso bailarino londrinense que idealizou junto de Leonardo Ramos, na década de 90, o projeto de uma companhia oficial para a cidade. Marcos Leão faleceu nove dias antes da estreia em um acidente. Mesmo fragilizados pela perda, os bailarinos subiram o palco do Teatro Ouro Verde naquele 9 de dezembro histórico. Uma prova de profissionalismo e resistência que persistiu como marca da companhia.

“Um Ex e Dois Futuros” corresponde à primeira parte da obra completa da estreia. Trata-se de um sensível pas de deux que traz à tona as lembranças e fantasias de um casal apaixonado, cujos destinos foram separados.  A leveza dos movimentos, realizados ao som da sonata para piano e violoncelo de Cezar Frank, indicam a forte influência da dança clássica no início da companhia.
A reapresentação deste pas de deux em 2013 contará com a participação de Marciano Boletti e Patrícia Proscêncio, que executaram a performance em 1993.  Após o número ao vivo da dupla, será exibido um vídeo da época, com a continuidade da coreografia original.
“... à Cidade” – A segunda parte do programa desta segunda-feira traz a íntegra de um dos espetáculos de maior repercussão do Ballet de Londrina. “... à Cidade” promete surpreender o público pela queda de bailarinos suspensos em cordas no alto da concha do Zerão e pelos números que conjugam dança e malabarismo. “É uma coreografia que tem impacto e empatia, as pessoas gostam muito. Para o elenco intermediário, ‘...à Cidade’ motivou a vontade de integrarem a companhia, já os mais novos ouviram muito a respeito e estão entusiasmados”, conta o diretor.


O tango ao bandoneon de Astor Piazzola dá ritmo à obra, que reproduz nos corpos dos bailarinos o movimento vibrante dos centros urbanos. Da corrida dos homens à dinâmica das máquinas, dos templos sacros aos profanos cabarés, o cotidiano da cidade pulsa em formações predominantemente coletivas e com diagonais bem demarcadas. O efeito de velocidade se dá, na coreografia, pela multiplicação de cenas que acontecem paralelas e que embaralham as vistas do espectador. “É como se estivéssemos nos deslocando em um veículo em movimento”, define Ramos.


Mas há também espaço para a solidão e para a ternura. Em meio ao caos, desenham-se às vistas do público um triângulo amoroso protagonizado por Alessandra Menegazzo, Cláudio de Souza e Marciano Boletti – bailarinos veteranos do Ballet em plena forma. Luciana Lupi, dançarina do primeiro elenco, volta à cena em importante papel que costura os fragmentos da peça. Outros ex-participantes do Ballet de Londrina integram-se progressivamente à coreografia, formando o imenso elenco que fecha o espetáculo.
“No meu ponto de vista, hoje esses bailarinos antigos são ainda melhores. A maturidade emocional e o tempo de vida é algo inestimável na dança. Não é a altura do salto ou a quantidade de piruetas que definem o bom bailarino, mas a sua capacidade de mostrar o que há entre estes movimentos, algo que só a vivência confere”, explica Leonardo Ramos.
Festa de encerramento – Após a apresentação no Zerão, o Bar Valentino excepcionalmente abre suas portas numa segunda-feira para a animada confraternização dos 20 anos do Ballet de Londrina. A festa, a partir das 22 horas, contará com atrações musicais e com o espetáculo “Almanaque conta Bom Crioulo”, da Cia Funcart de Teatro. O couvert é de R$ 10,00.


Na noite do dia 9 também será lançado um catálogo comemorativo com a história da companhia. A publicação “Ballet de Londrina: 20 Anos de Arte” traz fotos de espetáculos, críticas, textos inéditos de especialistas, além de um panorama das duas décadas de trabalho. O material, organizado pelo jornalista Renato Forin Jr., será distribuído para bibliotecas e instituições ligadas à arte em todo o Brasil.

Renato Forin Jr. (assessoria de imprensa) 

Serviço:
Ballet de Londrina – 20 Anos
“Um Ex e Dois Futuros”
“... à Cidade”
Dia 9 de dezembro (segunda-feira)
Às 20h30
No Anfiteatro do Zerão (Rua Gomes Carneiro, 315)
Apresentação aberta ao público
Informações: (43) 3342-2362

Festa de aniversário do Ballet de Londrina
com “Almanaque conta Bom Crioulo” (Cia Funcart de Teatro)
e lançamento do catálogo “Ballet de Londrina: 20 Anos de Arte”
Dia 9 de dezembro (segunda-feira)
A partir das 22 horas
No Bar Valentino (Rua Faria Lima, 486)
Couvert: R$ 10,00

Ficha técnica geral:
Direção geral/coreógrafo: Leonardo Ramos
Direção de produção: Danieli Pereira
Direção técnica: Roberto Rosa
Ensaiador: Marciano Boletti
Assessoria de imprensa: Renato Forin Jr.
Designer gráfico: João Damiano
Web: Claudio de Souza
Elenco Ballet de Londrina: Alessandra Menegazzo, Bruno Calisto, Claudio de Souza, Giovana Machado, José Maria, José Ivo, Kamila Oliveira, Marciano Boletti, Nayara Stanganelli, Thiago Spengler, Vitor Rodrigues, Viviane Terrenta. Trainee: Regina Zama Altran
Elenco convidado: Aguinaldo de Souza, Alexandro Micale, Amanda Santos, Ariela Pauli, Aroaldo Pimentel, Bruna Akawana, Carina Corte, Fernando Arruda, Guilherme Floriano, Luciana Lupi, Matheus Nemoto, Patrícia Proscêncio, Sônia Secco, Wagner Rosa. 

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Leonardo Ramos recebe diploma de reconhecimento público na Câmara

Prestes a completar 20 anos, o Ballet de Londrina conquista mais um importante título por meio de seu diretor e fundador. Nesta quinta-feira (5), Leonardo Ramos será homenageado pelo legislativo municipal de Londrina com o diploma de reconhecimento público. A cerimônia acontece às 18 horas na sala de sessões da Câmara Municipal (Rua Governador Parigot de Souza, 145).

         “São 20 anos de conquistas de um grupo de pessoas. Não tenho maiores vaidades, o importante é que o título ajuda a estreitar laços e reforça o entendimento do que somos para os vereadores, nem todos tão íntimos do nosso trabalho. A dança em Londrina merece o reconhecimento por ser uma linguagem que tanto cresceu nestes anos”, explica Ramos. A iniciativa partiu do parlamentar Gerson Araújo, que acompanha o trabalho do Ballet de Londrina desde sua primeira estreia não só como espectador, mas também pelos bastidores. Juliana Araújo, filha do vereador, integrou o primeiro elenco da companhia.

         “Sempre gostei muito do Ballet de Londrina, assisti a todos os espetáculos. O Leonardo é um bom coreógrafo e ótimo administrador, e isso fez o Ballet ser conhecido internacionalmente. Tem que ser um cara corajoso e organizado para conseguir sobreviver por todo este tempo em um país complicado em termos de cultura”, elogiou Araújo.

         Na solenidade de quinta, além do discurso do vereador-autor e de Leonardo Ramos, haverá a exibição de um vídeo sobre a companhia. Na próxima segunda-feira (9), o Ballet de Londrina comemora 20 anos com uma apresentação aberta ao público no Anfiteatro do Zerão, às 20h30. Para esta noite, o diretor remontou dois espetáculos emblemáticos: “Um Ex e Dois Futuros” (obra de estreia, de 1993) e “...à Cidade” (1996). No mesmo dia também será lançado um catálogo com a história da companhia.

         O homenageado – Leonardo Ramos é natural de Olinda (PE), onde iniciou seus estudos em dança clássica aos 17 anos. Chegou em Londrina em 1984, após rápida passagem por Curitiba. Desde então, trilhou um caminho dedicado à difusão e à democratização da arte do movimento na cidade. Em 1992, criou, ao lado de Vanerli Beloti e Silvio Ribeiro, a Fundação Cultura Artística de Londrina (Funcart), instituição que abriga a Escola Municipal de Dança, a Escola Municipal de Teatro e que mantém o Ballet de Londrina. A ideia central era conceber um centro que combinasse formação artística e profissionalização, tornando a arte acessível à população.


         À frente do Ballet como diretor e coreógrafo, Leonardo Ramos levou a arte londrinense para cidades de todo o Brasil e a países da América, África e Europa. Em 20 anos, foram 24 montagens que conquistaram um público cativo. Em seu currículo, acumulam-se inúmeras premiações, dentre as quais a indicação ao Troféu Mambembe 2005 na categoria “melhor companhia brasileira”, três prêmios EnCena Brasil e três prêmios Klauss Vianna – todos concedidos pela Funarte.

         Leonardo é presidente de honra do Festival de Dança de Londrina e foi Secretário Municipal de Cultura de maio de 2009 a dezembro de 2012.

Renato Forin Jr. (assessoria de imprensa)

Agenda:
Solenidade de entrega do diploma de
reconhecimento público a Leonardo Ramos
Dia 5 de dezembro (quinta-feira)
Às 18 horas
Na sala de sessões da Câmara Municipal de Londrina
(Rua Governador Parigot de Souza, 145)

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Almanaque conta Bom Crioulo será reapresentado no Valentino

Espetáculo da Cia Funcart mescla teatro e música para tratar de temas polêmicos com humor e delicadeza

         Neste domingo (1º/dez), às 21 horas, a Cia Funcart de Teatro apresenta no Bar Valentino o espetáculo cênico-musical “Almanaque conta Bom Crioulo”, dirigido por Silvio Ribeiro. A montagem estreou com imenso sucesso em outubro, dentro da programação do Festival de Dança, e retorna ao cartaz com cenas inéditas. Trata-se da adaptação do livro “O Bom Crioulo” (1895), de Adolfo Caminha, considerado o primeiro romance com temática homossexual da língua portuguesa. A trama toca em questões que geraram grande polêmica na época da publicação da obra, como o amor entre dois homens de cores e classes sociais diferentes dentro do contexto militar.

Fotos de Valéria Souza
A versão teatral da narrativa foi concebida na forma de um show de variedades, com música acústica ao vivo, dança e quadros que transitam do drama à comédia. Um mestre de cerimônias, interpretado por Donizetti Buganza, narra a história, conduzindo o público pelos sutis limiares entre o satírico e o trágico. Participam da trilha canções como “Nature Boy”, “Os Argonautas”, “Brigigitte Bardot”, “I set fire in the Rain”, “Bang Bang” e “Canção do Mar”.

         A montagem reforça a atualidade da trama e joga luz sobre a delicadeza da história romântica, para além dos preconceitos. Com esta opção, Silvio Ribeiro humaniza o enredo, livrando-o de conotações panfletárias. “A trama trata de questões muito fortes e muito polêmicas ainda hoje, mas não queríamos que o fato de ser uma paixão entre dois homens, um branco e um negro, se tornasse maior que a história de amor”, explica o diretor.


No enredo, Amaro é um escravo foragido que anseia pela liberdade. É aceito na Marinha e, em razão de sua força e benevolência, torna-se conhecido como "Bom Crioulo". Lá conhece Aleixo, um belo grumete louro, por quem se apaixona. Instalado no Rio de Janeiro, Amaro tem uma vida conjunta com o rapaz, mas, repentinamente, é transferido de função e passa a ter folga apenas uma vez por mês. O impasse faz com que os amantes deixem de se ver. Frustrado e solitário, o Bom Crioulo fica furioso ao saber que Aleixo o teria traído com uma mulher.
Renato Forin Jr. (Assessoria de Imprensa) 

Serviço:
Almanaque conta Bom Crioulo
Cia Funcart de Teatro
Dia: 1º de dezembro (domingo)
Horário: 21 horas
Local: Bar Valentino (Av. Faria Lima, 486)
Couvert: R$ 10,00*
Duração: 50 minutos
Classificação indicativa: 18 anos

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Palcos Musicais encerra temporada 2013

DUO CLAVIS ENCERRA TEMPORADA 2013 DE PALCOS MUSICAIS

Última apresentação será na sexta-feira (22)e terá obras de Ney Rosauro, Chick Corea, Paulo Braga e Egberto Gismonti

Os músicos paranaenses Marcello Casagrande (vibrafone/marimba) e Mateus Gonsales (piano) formam o Duo Clavis, conjunto dedicado à arte criativa – que mescla música erudita e popular. Com arranjos próprios, mistura de estilos e muita improvisação, o Duo Clavis encerra a Temporada 2013 da Série Palcos Musicais.

A apresentação será na sexta-feira (22), às 20h30, no Circo Teatro Funcart, com ingressos no valor de R$10,00 e R$5,00 (meia entrada). O evento é promovido pela Artis Colégium, com Patrocínio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic).
Na primeira parte serão interpretadas obras para vibrafone/marimba e piano de Ney Rosauro, Chick Corea, Paulo Braga e Egberto Gismonti. Na segunda parte, o Duo Clavis apresenta com os músicos londrinenses, Ricardo Penha (Contrabaixo) e Bruno Cotrim              (bateria), composições de César Camargo Mariano, Pat Metheny, Horace Silver, entre outros.

Duo Clavis
Marcello Casagrande e Mateus Gonsales se uniram para desenvolver um repertório de música de câmara voltado para esta formação peculiar, tendo como base a divulgação da composição de importantes compositores brasileiros. Com arranjos musicais próprios, eles sempre enfatizaram a riqueza de texturas e sonoridades oferecidas pela combinação dos instrumentos. Uma de suas características principais é a utilização da improvisação como elemento essencial para a estruturação criativa.



O Duo vem realizando diversos recitais, shows e concertos, com destaque para a participação na série de música de câmara da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina (OSUEL) em 2010, e na programação artística do Festival de Música de Londrina nas edições de 2011 e 2012 . Durante o primeiro semestre desse ano, apresentou o projeto "Duo Clavis - Concertos Itinerantes 2013”, que consistiu na apresentação de 12 concertos e concertos didáticos por diversas cidades do Paraná, destacando dois dos importantes instrumentos: marimba e vibrafone.

A diretora artística do projeto, Irina Ratcheva, destaca que a apresentação do duo será uma excelente oportunidade para o público londrinense apreciar toda a sonoridade de dois instrumentos que formam um duo não muito tradicional. Os músicos propõem uma viagem sonora que mescla os timbres dos instrumentos vibrafone e marimba e a sonoridade do piano, explorando a improvisação como um de seus pontos principais de interpretação.

Balanço positivo
A 1ª edição do Placos Musicais veio para ficar. A temporada 2013 apresentou formações de alta qualidade de performance e muita vontade para que a Série faça parte do calendário cultural da cidade de Londrina. Foram várias atrações com destaque para o duo de voz e piano, quarteto de cordas, recital de solo violino, duo de violoncelo e acordeom – combinação sonora raramente ouvida, além de formações de piano e marimba, viola e violão, violino e alaúdes turcos – e sarod   e um grupo de samba.

“A Temporada “PALCOS MUSICAIS” 2014 inclui novidades: apoio aos jovens músicos, 1ª Mostra de Violão de Londrina, incluindo de cinco recitais, série Artistas Londrinenses, atrações internacionais, música erudita para trio com piano, recitais de piano solo, dois master classes e um workshop, shows de música instrumental em diversos lugares da cidade”, adianta Irina Ratcheva.

A Temporada Palcos Musicais tem a direção artística da produtora e pianista Irina Ratcheva e conta com o patrocínio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (PROMIC), da Rádio UEL FM, Casa de Cultura da UEL, Londrina Convention e Visitors Bureau, SESI Paraná, Funcart, Hotel Crystal e Gráfica Plano Gráfica.

Serviço:                                       
Marcello Casagrande (vibrafone /marimba) e Mateus Gonsales(piano)
Músicos convidados:Ricardo Penha / Contrabaixo e Bruno Cotrim / Bateria
Dia: 22 de novembro
Horário: 20h30
Local: Local: Circo Teatro Funcart, Rua Souza Naves, 2380 – Jd.Petrópolis  - Londrina (PR), Fone: (43) 3342 2362
Preço: R$ 10,00 e R$ 5,00 ( meia entrada)


Os ingressos podem ser adquiridos no Café Royal Londrino- tel.43 3027 1050, ao lado do Hotel Crystal Palace, das 9h às 21h, e no dia do show , no local do evento.


quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Funcart abre inscrições para cursos de teatro e dança

Até dezembro, matrículas da Escola Municipal estão com valores promocionais. Fundação também realiza seleção de bolsistas

         Já estão abertas as inscrições para as turmas 2014 da Escola Municipal de Dança e da Escola Municipal de Teatro. Os cursos, que começam em fevereiro, são para o nível iniciante e avançado. Até o final de dezembro, as matrículas estão com o valor promocional de R$ 50. A Funcart também fará seleção de alunos bolsistas; para participar, os interessados devem preencher ficha na sede da instituição, que fica na Rua Senador Souza Naves, 2380. Mais informações pelo telefone (43) 3342-2362.

         Teatro – Em 2014, a Escola Municipal de Teatro oferece vagas em turmas vespertina e noturna. O curso prevê um intensivo no mês de fevereiro e aulas às terças e quintas-feiras a partir de março. Podem se inscrever adultos e jovens acima de 11 anos. O curso, que tem duração de dois anos, inclui aulas de técnica vocal, expressão corporal, interpretação e teoria (sobre princípios técnicos e história do teatro).

Eu sei que vou te amar - foto de Priscila Souza

Com 18 anos de trajetória, a Escola Municipal de Teatro já formou cerca de 600 alunos. “O perfil das pessoas que procuram o teatro é muito eclética, temos desde pessoas interessadas em seguir profissionalmente a carreira de ator até os que buscam diminuir a timidez ou a dificuldade de falar em público. O que todos têm em comum é a vontade de explorar a linguagem como forma de expressão e comunicação”, explica Silvio Ribeiro, coordenador da Escola. A instituição oferecerá bolsas para alunos com dificuldade de renda e multiplicadores da arte em comunidades e grupos. Os interessados devem preencher formulário na Funcart até o dia 30 de novembro.


Eu sei que vou te amar - foto de Priscila Souza

Dança – Referência na formação de bailarinos clássicos, a Escola Municipal de Dança possui curso regular de balé com duração total de 8 anos. As turmas iniciantes fazem aula três vezes por semana e, posteriormente, passam a ter frequência diária. Podem se matricular crianças a partir de 8 anos de idade. Há turmas no período da manhã e da tarde em diferentes horários.

Cena de Dom Quixote - foto de Fabio Alcover

         Na dança, a seleção de bolsistas acontece por meio de teste de aptidão no início do ano. As inscrições para o teste custam R$ 5,00 e seguem abertas até o dia 31 de janeiro. A avaliação dos candidatos a bolsistas será realizada de 3 a 7 de fevereiro de 2014.

Cena  do Ballet O Quebra Nozes -  foto de Fábio Alcover

         “A Escola tem como base uma formação ampla que ultrapassa a dança e envolve valores para a vida como a disciplina, o caráter e a socialização. Nosso projeto pedagógico é reconhecido por profissionais de todo o Brasil e tem preparado bailarinos de alto nível técnico”, comenta Sonia Secco, coordenadora da Escola Municipal de Dança.

Renato Forin Jr. (assessoria de imprensa)

Serviço:
Cursos de Teatro e Dança na Funcart
Inscrições abertas e seleção de bolsistas
Valor promocional de matrícula no mês de dezembro:
R$ 50,00
Prazo para seleção de bolsistas:
Teatro - até 30 de novembro de 2013
Dança - até 31 de janeiro de 2014
Informações pelo telefone (43) 3342-2362
ou na sede da Funcart (Rua Senador Souza Naves, 2380)

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Curso de interpretação para vídeo na Funcart – inscrições abertas

Este ano, a Funcart passa a oferecer um módulo de formação especificamente para alunos que desejam se aprofundar na linguagem audiovisual. Já estão abertas as inscrições para a nova turma do workshop de interpretação para vídeo, que acontece de 11 a 14 de novembro, das 19 às 21h30, na sede da Escola Municipal de Teatro (Rua Senador Souza Naves, 2380). As vagas são limitadas e o investimento é de R$ 150,00. Mais informações pelo telefone (43) 3342-2362.

O professor Mark Claus durante oficina de vídeo - CRÉDITO/FOTO: Renata Cabrera

As aulas são ministradas por Carol Ribeiro, da EMT, e por Mark Claus, da produtora de vídeo Kiirk. O curso tem como público-alvo atores, profissionais ligados à publicidade e pessoas de todas as idades que desejam aprimorar a performance diante das câmeras.

O conteúdo programático inclui tópicos sobre as especificidades da interpretação para a TV e para o cinema, a relação ator-câmera, a técnica vocal e a consciência corporal. Os exercícios são gravados e assistidos em grupo. Ao final do módulo, os interessados podem adquirir um DVD com trechos de suas gravações editadas em forma de videobook – importante material para o currículo de atores que pretendem ingressar no mercado de trabalho.

Assessoria de imprensa

Serviço:
Oficina de interpretação para vídeo - novembro
Inscrições abertas
De 11 a 14 de novembro
Das 19 às 21h30
Na Funcart (Rua Senador Souza Naves, 2380)
Investimento: R$ 150,00.
Informações: (43) 3342-2362

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Ballezinho de Londrina estreia Flashback


Após a Segunda Guerra Mundial, surgiu uma nova era de transformações culturais, especialmente no campo artístico, com a qual os jovens rapidamente se identificaram. Pôde-se assistir, neste contexto, a uma alteração nos hábitos de vestir, interagir, dançar e de viver. A música Pop/Rock atravessou gerações e acompanhou a evolução desses novos tempos.

Flashback resgata algumas destas mudanças culturais ocorridas a partir da segunda metade do século XX, trazendo para cena, por meio da linguagem da dança, as imagens que identificam esse período retratando as principais 
características de cada década desde então.

De 6 à 9 de novembro às 20h no Circo FUNCART (Rua Senador Souza Naves, 2380)
Entrada Gratuita

Cine Comtour - Tese Sobre Um Homicídio

CASA DE CULTURA E CINE COM-TOUR/UEL APRESENTAM DE 01 a 7/11 , DIARIAMENTE ÀS 20H30 (SESSÃO TAMBÉM ÀS 16H AOS SÁBADOS, DOMINGOS E FERIADOS)

TESE SOBRE UM HOMICÍDIO

(Tesis sobre un homicidio)
Argentina 2012
SINOPSE:
Roberto Bermudez (Ricardo Darin) é um especialista conceituado em Direito Criminal que ganha a vida dando seminários em instituições de prestigio. Prestes a iniciar um curso com nova turma, ele conhece Gonzalo (Alberto Amman), um de seus alunos que também é filho de um velho conhecido professor. Gonzalo trata Roberto como um verdadeiro ídolo, o que incomoda o mestre. Já com as aulas em pleno andamento, um brutal assassinato ocorre perto da universidade. Roberto logo demonstra interesse no caso e, ao investigar os detalhes, passa a crer que Gonzalo seja o autor do crime e o esteja desafiando a um jogo de inteligência, a desvendar um quebra-cabeças.




FICHA TÉCNICA:
Gênero: Suspense
Direção: Hernán Goldfrid
Roteiro: Patricio Vega
Elenco: Alberto Ammann, Antonio Ugo, Arturo Puig, Calu Rivero, Cecilia Atán, Ezequiel De Almeida, Fabián Arenillas, José Luis Mazza, Mara Bestelli, Mateo Chiarino, Natalia Santiago, Ricardo Darín
Produção: Diego Dubcovsky, Gerardo Herrero
Fotografia: Rolo Pulpeiro
Montador: Pablo Barbieri Carrera
Trilha Sonora: Sergio Moure

Classificação: 14 anos

Ballet de Londrina em Joinville


Escola Municipal de Dança abre inscrições para teste seletivo

Estão abertas as inscrições para teste seletivo à bolsa de estudos parcial da Escola Municipal de Dança da Funcart . A seleção é para crianças entre 7 anos (completando 8 anos até julho de 2013) e 12 anos de idade.

Os aprovados pagarão 20% da mensalidade total (R$ 14,00) para o curso de balé clássico.
A bolsa tem validade de 8 anos, desde que o aluno mantenha frequência e notas acima de 7,0 em cada bimestre.

As inscrições vão de 4 de novembro a 20 de dezembro e a partir de 20 de janeiro até dia 4 de fevereiro de 2014, na Escola Municipal de Dança no Centro (Rua Souza Naves, 2380) e na Zona Norte (Avenida Saul Elkind, 790). A taxa é de R$ 5,00.

Os testes acontecerão no período de 3 a 7 de fevereiro. 

Informações 3342-2362/ 3337-5513.

Últimas apresentações de “Eu sei que vou te amar”

Peça inspirada em Vinicius de Moraes encerra temporada neste fim de semana

         Segue até domingo (3/nov) a temporada de “Eu sei que vou te amar”, espetáculo de formatura da Escola Municipal de Teatro com texto do jornalista Francismar Lemes e direção conjunta de Silvio Ribeiro e Simone Andrade. A montagem é baseada na vida e obra de Vinicius de Moraes, poeta que completaria centenário de nascimento em 2013. As apresentações acontecem diariamente, às 21 horas, no Circo Funcart (Rua Senador Souza Naves, 2380). A capacidade máxima de público por apresentação é de 100 pessoas. Os ingressos custam R$10,00 e 5,00 (meia-entrada).


Com música ao vivo e 35 atores em cena, a montagem leva os espectadores para cima do palco, onde foi construído cenário em dois andares. Neste ambiente inusitado, que faz referência a um bar da década de 50, passam-se histórias de amor intensas e inconclusas - como a descrita na canção “Eu sei que vou te amar”, parceria de Vinicius e Tom Jobim. Além de basear-se na composição, a dramaturgia também parte de um fato pouco conhecido da biografia do Poetinha: a época em que foi consultor sentimental sob o pseudônimo feminino de Helenice e escreveu a coluna “Abra o seu coração” para o jornal carioca “Última Hora”.

“Eu sei que vou te amar” tem patrocínio do PROMIC, Programa Municipal de Incentivo à Cultura, e é o segundo espetáculo da Escola Municipal de Teatro em homenagem ao centenário de Vinicius de Moraes.

Serviço:
“Eu sei que vou te amar”
Escola Municipal de Teatro
Último fim de semana
Dias 1, 2 e 3 de novembro
Às 21 horas
No Circo Funcart (Rua Senador Souza Naves, 2380)
Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (meia)
Duração: 70 minutos

Informações: (43) 3342-2362

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Escola Municipal de Dança encerra Outubro Rosa

Foto Fabio Alcover
         Na manhã desta quinta-feira (31/out), os bailarinos da Escola Municipal de Dança são convidados de honra do movimento “Outubro Rosa”. Eles apresentam a “Suíte Dom Quixote” na nova ala do Hospital do Câncer de Londrina (Rua Lucilla Ballalai, 378). A atração artística marca o encerramento da campanha mundial que, ao longo do mês, mobilizou entidades, empresas, instituições e a população na luta contra o câncer de mama.

         Durante a cerimônia, que começa às 10 horas, representantes do Outubro Rosa farão a exposição dos números da doença em Londrina e das conquistas do movimento no incentivo à detecção precoce do câncer. Também haverá uma homenagem a Lucilla Ballalai, fundadora, em 1965, da base do Instituto do Câncer de Londrina, que dava apoio às famílias dos pacientes. Além do número de dança, o evento também contará com a presença do Grupo vocal Chorus.