terça-feira, 30 de agosto de 2016

O Projeto Estação Londrina recebe o fotógrafo Guilherme Gerais

O projeto Estação Londrina recebe nessa quarta, dia 31, o fotógrafo Guilherme Gerais para comentar o fotolivro Intergalático, que ele lançou em 2014. A conversa, aberta ao público, será realizada na Divisão de Artes Plásticas da Universidade Estadual de Londrina a partir das 19h30 com entrada franca.
Formado em Artes Visuais pela Universidade do Norte do Paraná (Unopar), Guilherme Gerais Greca Barbosa nasceu em Londrina em 1987 e é também diretor de fotografia e designer. Desde 2007 ele fotografou 11 curtas (CelesteSylviaO CasteloO Violeiro de LerrovilleCalifórnia Soul,Jardim TókioParque GuanabaraVila PortuguesaSenhora LQuando o Verde Toca o Azul eHiato) e 4 médias (Andrea TonacciMister HO Nadador – A História de Tetsuo Okamoto e Ouro Verde: Memórias da Cidade do Café), além de ter fotografado o longa-metragem Leste Oeste. Um dos coordenadores gráficos da Revista Taturana (2007-2012), uma publicação independente sobre cinema, Gerais também coordenou o projeto gráfico de livros e catálogos de Mostras:Buster Keaton – O palhaço que não riMostra Francis Ford Coppola, o Cronista da América, além de mostras sobre Abel Ferrara, Samuel Fuller, Surrealismo, Ken Jacobs e Cinema Pernambucano.

Lançado em setembro de 2014, o fotolivro Intergalático foi apresentado em eventos prestigiosos como o Paris Photo e foi premiado no Paraty Em Foco, um dos eventos mais importantes do Brasil. Produzido ao longo de 3 anos, o fotolivro foi patrocinado pela Prefeitura de Londrina via Promic e conta com ilustrações do artista gráfico Arthur Duarte.
Estação Londrina é um projeto coordenado pelo professor Frederico Fernandes do Departamento de Letras da UEL e tem como objetivo promover e discutir a produção cultural da cidade. Nas primeiras edições contamos com a presença dos jornalistas Tony Hara e Patrícia Zanin; o documentarista Fábio Cavazotti e o fotógrafo Saulo Haruo Ohara, que apresentou a obra do seu avô: Haruo Ohara (1909-1999).
Dap Plásticas – Divisão de Artes Plásticas da UEL, palco dessa quarta edição, fica na Avenida JK, 1973, no centro de Londrina. O evento tem entrada franca e é aberto a todos os interessados.

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Sessão Kinopus exibe nessa terça em Londrina o documentário Hitchcock/Truffaut

A Kinopus promove hoje(16), a 13a edição do cineclube da produtora: o projeto Sessão Kinopus. A partir das 20h no Centro Cultural Sesi, em Londrina, vamos exibir o documentário 'Hitchcock/Truffaut' (2015, 79 min), realizado pelo crítico americano Kent Jones. 


O filme é um raro documentário sobre o livro lançado pelo crítico francês em 1966, no qual ele entrevista o diretor britânico sobre cada um dos seus filmes. O doc traz entrevistas com importantes nomes do cinema mundial, incluindo participações de Martin Scorsese, James Gray, David Fincher, Olivier Assayas, Arnaud Desplechin, Wes Anderson, Richard Linklater, Peter Bogdanovich e Kiyoshi Kurosawa. 

Trata-se de uma das primeiras exibições do filme no Brasil. Após a sessão teremos um bate-papo informal sobre o filme com a presença de Sílvio Demétrio, professor do Departamento de Comunicação da Universidade Estadual de Londirna. A 14ª edição do projeto está marcada para o dia 13 de setembro, quando será exibido o documentário O Botão de Pérola (2016, 82 min), do cineasta chileno Patricio Guzmán.

A Sessão Kinopus é uma realização da Kinopus com apoio do Sesi Cultura Paraná. Idealizado pelos cineastas Guilherme Peraro e Rodrigo Grota, o projeto tem como objetivo exibir filmes que não chegaram ao circuito comercial de Londrina, assim como promover a estreia de filmes locais. O Centro Cultural Sesi fica na Praça 1º de Maio, 130, em frente da Concha Acústica, no centro de Londrina. 

A entrada é franca - estão todos convidados!

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Ballet de Londrina reestreia Decalque

Começamos a fazer esse Decalque um pouco por acaso. Não havia o objetivo de criar um espetáculo. Prosseguimos as nossas investigações de linguagem e chegamos a um trabalho com 1 hora de duração.

Nesse Decalque, Romeu e Julieta foram usados como uma imagem, sem compromisso com a literalidade do texto teatral. Se há algum personagem nele, ficará para o expectador apenas o leve contorno de uma Julieta e de um Romeu, que passam de corpo em corpo e às vezes se decalcam por mais tempo em um bailarino.

O enredo, a história, todas as suas possíveis variantes são de domínio da imensa maioria.  Deixamos de lado a função de narradores de histórias e nos ocupamos em achar, no corpo, no movimento, na dança, um modo de “contar” algumas emoções de Romeu e Julieta de Shakespeare.

"Ver “Decalque” renascer é uma grande emoção. Colocar novos corpos a serviço deste ballet pareceu muito difícil no início, contudo, todos os obstáculos foram superados diante da garra e vontade presentes neste novo elenco. A integração e entrega de todos, desde os mais jovens que em sua maioria eram crianças e alunos da Escola Municipal de Dança de Londrina na época da estreia de “Decalque”, até a valorosa experiência de parte dos bailarinos que participaram da criação e primeira montagem desta obra e que ainda integram a companhia, iluminam a remontagem deste espetáculo considerado o mais importante do repertório do Ballet de Londrina. Não menos importante é o fato de mais uma vez percebermos que a dedicação, generosidade e união de muitas pessoas fizeram com que crises fossem superadas. Essa montagem foi realizada através do financiamento coletivo e pequenos patrocínios de empresas amigas. Registramos aqui nosso muito obrigado a todos, ao elenco, direção da FUNCART, colegas de trabalho e aos que colaboraram direta ou indiretamente para que essa reestreia fosse possível e para que mais uma incitação se tornasse realidade." Leonardo Ramos - diretor do Ballet de Londrina

Serviço:
Decalque
Ballet de Londrina
Dias 12,13 e 14 de agosto
Horário: 20 horas
Local: Circo Funcart (Rua Sen. Souza Naves, 2380)
Valor entrada: R$ 20 e R$10(meia)


quinta-feira, 7 de julho de 2016

A Cia Funcart de Teatro apresenta "Almanaque Conta: Histórias de um Bar"


A peça - que estreou em maio com uma grande receptividade do público - será reapresentado no dia 12 de julho como parte da programação do 36o Festival de Música de Londrina.


Espetáculo cênico/musical que homenageia um importante espaço cultural de Londrina, o Bar Valentino.



Vale a pena apostar a sua vida na mesa de um bar?! Quando o cardápio é completo e o amor vem servido em doses, sempre restam boas histórias para se contar.

A edição de 2016 do espetáculo "Almanaque" chega com uma nova roupagem para apresentar ao público uma trilha repleta de referências sobre a história do memorável Bar Valentino e de alguns de seus personagens.

Com texto e direção de Silvio Ribeiro, o espetáculo oscila entre os fatos e os mitos da vida boêmia e as dinâmicas que permeiam os bastidores da rotina de um bar.

No elenco, Donizetti Buganza, Felipe Ferreira, Gabriel Kruczeveski, Heloisa Trida, Lucas Figueiredo, Mattheus Felipe, Raquel Sant Anna, Regina Reis, Renan Cavalari e Vinícius Zanin. 


SERVIÇO:
"Almanaque Conta: Histórias de um Bar"
Companhia Funcart de Teatro
(Música e Teatro / aproximadamente 50 minutos)

R$ 15,00 (couvert artístico)

Data: dia 12 de julho, terça-feira
Horário: 22h
Local: Bar Valentino (Rua Prefeito Faria Lima, n° 486, Londrina, Paraná)

Realização: FUNCART
Telefone para contato/dúvidas: (43) 3342 2362

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Oficina de Gestão de Projetos

Dúvidas na elaboração e gerenciamento de projetos?

Esta oficina com Marcelo Domingues, organizador do Festival Demosul, propõe a conexão entre teoria e prática abordando as técnicas específicas das áreas de planejamento administrativo e de gerenciamento de projetos. Além de dicas para o seu projeto.

O que: 
Oficina de Gestão de Projetos
Ministrante: 
Marcelo Domingues
Quando: 
15 e 16 de agosto, das 19h às 22h, e 17 de agosto, das 19h às 21h
Onde: 
Espaço Colaborativo Juntus (Rua Goiás, 1774)
Mais informações e inscrições: 

Sobre Marcelo Domingues:

Formado em Gestão Pública pela Universidade Norte do Paraná. Trabalha, desde 1995, na área de produção de eventos e fonográfica, stage tour e Crew Manager atuando em projetos públicos e privados voltados para gestão cultural em Londrina, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre. É diretor da produtora Braço Direito Produções.
Organizador do Festival DemoSul desde 2001. Produziu inúmeros shows em Londrina, desde 1997, destacando-se bandas nacionais e internacionais como Titãs, Buzzcocks (Inglaterra), Mudhoney (USA), Tom Zé, Pato Fú, Cachorro Grande, Autoramas, Nação Zumbi e Raimundos.


sexta-feira, 1 de julho de 2016

Ballet Clássico para crianças

Nossa escola divide o ballet clássico em 2 diferentes categorias, segundo a idade da criança: Pré-ballet e ballet infantil.

O Pré-Ballet está direcionada a crianças de 4 a 7 anos de idade. O principal objetivo das aulas é divertir e estimular a imaginação da criança. As crianças brincam, jogam, se divertem e aprendem ao mesmo tempo. Elas aprendem exercícios com movimentos que estimulam a criatividade e a expressão. Nesta fase, a criança aprende a ser mais independente e a controlar as suas habilidades motoras e intelectuais, e a reconhecer as suas capacidades e limitações.

O ballet infantil está direcionado às crianças maiores de 8 anos já que exige mais disciplina, mais musicalidade e domínio do seu corpo. Através de uma sequência de exercícios, as aulas seguem movimentos básicos com exercícios de barra e de centro, que têm como meta desenvolver e fortalecer a musculatura das pernas, a postura do corpo e a coordenação motora, a psicomotricidade e a lateralidade.

IMPORTANTE: Os pais não devem obrigar nem pressionar a criança a fazer Ballet. É importante que a criança curta e sinta prazer com a prática desta atividade.

Trecho do artigo do site Guia Infantil
http://br.guiainfantil.com/materias/cultura-e-lazer/artes/os-beneficios-do-ballet-classico-para-criancas/

Investimento:
Matrícula R$ 70,00
Mensalidade R$ 90,00

Duração:
Pré-Ballet: 45 min.
Ballet: a partir de uma hora

Para horários favor consultar a secretária da escola.
Rua Souza Naves, 2380 - 3342-2362 / 3324-4283



quarta-feira, 18 de maio de 2016

Primeira Mostra de Canto Lírico na cidade de Londrina

A BELEZA DA ÓPERA RETORNA AOS PALCOS LONDRINENSES!
 
Primeira Mostra de Canto Lírico na cidade de Londrina, o projeto “ÓPERA, POR QUE NÃO?”, realizado por meio de convênio firmado com o Programa Municipal de Incentivo à Cultura – PROMIC, se apresenta como um convite a uma arte ainda muito desconhecida. Seu objetivo principal é oferecer à população londrinense um contato direto com manifestações artísticas operísticas. 

A Mostra foi aberta na última segunda-feira, dia 16, no Auditório do Instituto da Família, na Região Sul. A primeira apresentação destinada às crianças ocorreu na terça-feira, dia 17, na Região Norte.  

Agora ela segue durante toda a semana, com apresentações distribuídas em diferentes espaços da cidade, e será finalizada no domingo, dia 22, com um grande concerto, participando como projeto convidado da Temporada Ouro Verde da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina, no Cine Com-Tour/UEL. 

Serão desenvolvidas ainda, dentro do projeto, duas palestras, na Universidade Estadual de Londrina, no Departamento de Música da UEL, às 16h. As inscrições para a confecção dos certificados podem ser feitas no link http://www.uel.br/eventos/insc/?id=2570, por meio do qual será gerado um boleto no valor de R$ 5,00. No entanto, elas são abertas a toda comunidade. 


Os espetáculos são gratuitos, mas estão sujeitos à capacidade máxima dos espaços fechados.PARTICIPE! Seguem as PROGRAMAÇÕES, Artística e Pedagógica.