quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Festival de Dança de Londrina abre iscrições para oficinas

Estão abertas as inscrições para as atividades formativas do 14º Festival de Dança de Londrina. Os cursos acontecem durante a mostra oficial, de 1 a 9 de outubro, e na extensão do evento, de 27 a 31 de outubro. Este ano, o Festival oferece seis oficinas, que contemplam diversos públicos.  O objetivo é propiciar o contato dos participantes com renomados professores, diretores e bailarinos brasileiros, fomentando a criatividade e aperfeiçoando o nível técnico de estudantes e profissionais das artes cênicas.

Oficinas ofertadas nesta edição:

  1. BALÉ CLÁSSICO, com Guivalde Almeida (Especial Academia de Ballet) | São Paulo-SP
  2. DANÇA CONTEMPORÂNEA – REPERTÓRIO EM MOVIMENTO, com Milton Coatti (São Paulo Companhia de Dança) | São Paulo-SP
  3. DANÇA URBANA, com Leandro Belilo (Cia Fusion de Danças Urbanas) | Belo Horizonte–MG
  4. FIGURINO PARA A CENA, com Cassio Brasil | São Paulo–SP
  5. JAZZ LYRICAL, com Dijalma Junior | Belo Horizonte-MG
  6. PROCURA-SE UM CORPO, com Tânia Farias (Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz) | Porto Alegre-RS*
*Os inscritos na oficina “Procura-se um Corpo” participam de uma performance que será apresentada em local público de Londrina no dia 31 de outubro.

Faça sua inscrição

Os interessados devem acessar os links acima para obter informações detalhadas sobre os cursos e baixar aqui a ficha de inscrição.
O valor de cada oficina é de R$ 30, com desconto progressivo para mais de uma atividade:
  • 1 oficina: R$ 30
  • 2 oficinas: R$ 50
  • 3 oficinas: R$ 70
  • 4 oficinas: R$ 100

As fichas devem ser impressas, preenchidas e entregues na Funcart (Rua Senador Souza Naves, 2380). O pagamento deve ser feito no ato da entrega da inscrição. Só a efetivação do pagamento garante a vaga na referida atividade. As vagas são limitadas e definidas por ordem de chegada. Informações pelo telefone (43) 3342-2362

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Estação Londrina celebra o rock londrinense nesta quarta

A quinta edição do projeto Estação Londrina será dedicado ao rock londrinense. O encontro será realizado nesta quarta, dia 21 de setembro, a partir das 19h30, na DaP – Divisão de Artes Plásticas da Universidade Estadual De Londrina. Entre os convidados estarão Ricardo Pigatto, oDalton Santana e a Larissa Moura. A mediação será realizada por Kaedmon Sellberg. A ideia desse quinto encontro é oferecer um espectro amplo do cenário do rock local: falando de bandas “bem sucedidas” dentro do meio underground, bandas autorais que têm um segmento mais restrito e bandas covers, que trazem uma memória muito forte do sistema roqueiro.

Sobre os convidados

Ricardo Pigatto é vocalista e baixista na banda TuRBö Rock. A banda tem influências de bandas setentistas e já tocou com nomes como Raimundos, Velhas Virgens, Nação Zumbi, Forfun, Autoramas, Natiruts, Planta e Raiz, Marcelo D2, Bnegão e Tim Ripper Owens, lendário vocalista de bandas como Judas Priest e Iced Earth. Em 2016 a banda lançou seu primeiro álbum, “Trilha Sonora para Pessoas Rústicas” e fez a turnê de lançamento “Outlaws & Rebels” com a companhia do norte-americano Willie Heath Neal.


Dalton Santana é vocalista e guitarrista da banda de Black Metal HERETICAE, um gênero de rock de uma vertente que pode ser chamada de Metal Extremo. A banda lançou um single em 2015: Fall of the Eden.


Larissa Moura participa de duas bandas. A Foxy Ladies, uma banda só de garotas. Elas tocam entre hard rock e heavy metal. Já a Project 666 é banda cover do Iron Maiden, banda de Heavy Metal extremamente conceituada e respeitada no meio roqueiro.

Sobre o projeto
Estação Londrina é um projeto idealizado e coordenado por Frederico Fernandes, professor associado do Departamento de Letras da UEL. O objetivo é promover e discutir a produção cultural da cidade. Em quatro encontros realizados, o projeto contou com a participação dos jornalistas Tony Hara e Patrícia Zanin, do documentarista Fábio Cavazotti e dos fotógrafosSaulo Haruo Ohara e Guilherme Gerais. A entrada é gratuita – estão todos convidados!

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Sistema nacional de emprego no dia mais que especial

No próximo dia 23, uma sexta-feira, o Sine Londrina participa do “Dia D – 2016”. 

Nesta data, as agências do trabalhador de todo o país atendem exclusivamente pessoas com deficiência. Na oportunidade, as empresa enviam representantes ao Sine, onde o processo de seleção é realizado e os trabalhadores que se enquadrem no perfil das vagas disponíveis já podem sair contratados.

Pedimos a colaboração de divulgar junto a sua comunidade. Quanto mais publicidade for dada ao “Dia D”, mais trabalhadores irão se posicionar no mercado de trabalho. A agência funcionará das 8h às 14h no dia 23 de setembro.

A contratação de pessoas com deficiência é uma exigência da legislação e atende também a uma demanda social. 
Qualquer dúvida basta entrar em contato com o Sine Londrina pelos telefones 3373-5708 / 3373-5712.

SINE - Sistema Nacional de Emprego
Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Renda
Prefeitura de Londrina
Rua Pernambuco,162, Centro
Fone: 43 3334-2525


A Escola de Dança Marquinhos Flap e o Royal Plaza comemoram os 100 anos do samba

Exceto nessa semana que a aula será na quinta-feira dia 08/09/2016 no mesmo horário.

Em comemoração aos 100 anos do nascimento do samba, considerado uma das principais manifestações culturais populares brasileiras, o Royal Plaza Shopping e a Escola de Dança “Marquinhos Flap” de Londrina, inauguram nessa sexta-feira o projeto “Samba Sem Fronteira”.

O projeto consiste em aulas de danças gratuitas a serem realizadas no 3º piso, espaço cultural, toda sexta-feira das 18h40 às 19h40 com início no mês de setembro até o dia 16 dezembro de 2016.

Projeto: Samba sem Fronteira
Período: setembro a dezembro 2016
Local: Espaço Cultural Royal Plaza Shopping, 3º piso
Horário: Das 18h40 as 19h40
AULAS GRATUITAS


terça-feira, 30 de agosto de 2016

O Projeto Estação Londrina recebe o fotógrafo Guilherme Gerais

O projeto Estação Londrina recebe nessa quarta, dia 31, o fotógrafo Guilherme Gerais para comentar o fotolivro Intergalático, que ele lançou em 2014. A conversa, aberta ao público, será realizada na Divisão de Artes Plásticas da Universidade Estadual de Londrina a partir das 19h30 com entrada franca.
Formado em Artes Visuais pela Universidade do Norte do Paraná (Unopar), Guilherme Gerais Greca Barbosa nasceu em Londrina em 1987 e é também diretor de fotografia e designer. Desde 2007 ele fotografou 11 curtas (CelesteSylviaO CasteloO Violeiro de LerrovilleCalifórnia Soul,Jardim TókioParque GuanabaraVila PortuguesaSenhora LQuando o Verde Toca o Azul eHiato) e 4 médias (Andrea TonacciMister HO Nadador – A História de Tetsuo Okamoto e Ouro Verde: Memórias da Cidade do Café), além de ter fotografado o longa-metragem Leste Oeste. Um dos coordenadores gráficos da Revista Taturana (2007-2012), uma publicação independente sobre cinema, Gerais também coordenou o projeto gráfico de livros e catálogos de Mostras:Buster Keaton – O palhaço que não riMostra Francis Ford Coppola, o Cronista da América, além de mostras sobre Abel Ferrara, Samuel Fuller, Surrealismo, Ken Jacobs e Cinema Pernambucano.

Lançado em setembro de 2014, o fotolivro Intergalático foi apresentado em eventos prestigiosos como o Paris Photo e foi premiado no Paraty Em Foco, um dos eventos mais importantes do Brasil. Produzido ao longo de 3 anos, o fotolivro foi patrocinado pela Prefeitura de Londrina via Promic e conta com ilustrações do artista gráfico Arthur Duarte.
Estação Londrina é um projeto coordenado pelo professor Frederico Fernandes do Departamento de Letras da UEL e tem como objetivo promover e discutir a produção cultural da cidade. Nas primeiras edições contamos com a presença dos jornalistas Tony Hara e Patrícia Zanin; o documentarista Fábio Cavazotti e o fotógrafo Saulo Haruo Ohara, que apresentou a obra do seu avô: Haruo Ohara (1909-1999).
Dap Plásticas – Divisão de Artes Plásticas da UEL, palco dessa quarta edição, fica na Avenida JK, 1973, no centro de Londrina. O evento tem entrada franca e é aberto a todos os interessados.

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Sessão Kinopus exibe nessa terça em Londrina o documentário Hitchcock/Truffaut

A Kinopus promove hoje(16), a 13a edição do cineclube da produtora: o projeto Sessão Kinopus. A partir das 20h no Centro Cultural Sesi, em Londrina, vamos exibir o documentário 'Hitchcock/Truffaut' (2015, 79 min), realizado pelo crítico americano Kent Jones. 


O filme é um raro documentário sobre o livro lançado pelo crítico francês em 1966, no qual ele entrevista o diretor britânico sobre cada um dos seus filmes. O doc traz entrevistas com importantes nomes do cinema mundial, incluindo participações de Martin Scorsese, James Gray, David Fincher, Olivier Assayas, Arnaud Desplechin, Wes Anderson, Richard Linklater, Peter Bogdanovich e Kiyoshi Kurosawa. 

Trata-se de uma das primeiras exibições do filme no Brasil. Após a sessão teremos um bate-papo informal sobre o filme com a presença de Sílvio Demétrio, professor do Departamento de Comunicação da Universidade Estadual de Londirna. A 14ª edição do projeto está marcada para o dia 13 de setembro, quando será exibido o documentário O Botão de Pérola (2016, 82 min), do cineasta chileno Patricio Guzmán.

A Sessão Kinopus é uma realização da Kinopus com apoio do Sesi Cultura Paraná. Idealizado pelos cineastas Guilherme Peraro e Rodrigo Grota, o projeto tem como objetivo exibir filmes que não chegaram ao circuito comercial de Londrina, assim como promover a estreia de filmes locais. O Centro Cultural Sesi fica na Praça 1º de Maio, 130, em frente da Concha Acústica, no centro de Londrina. 

A entrada é franca - estão todos convidados!

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Ballet de Londrina reestreia Decalque

Começamos a fazer esse Decalque um pouco por acaso. Não havia o objetivo de criar um espetáculo. Prosseguimos as nossas investigações de linguagem e chegamos a um trabalho com 1 hora de duração.

Nesse Decalque, Romeu e Julieta foram usados como uma imagem, sem compromisso com a literalidade do texto teatral. Se há algum personagem nele, ficará para o expectador apenas o leve contorno de uma Julieta e de um Romeu, que passam de corpo em corpo e às vezes se decalcam por mais tempo em um bailarino.

O enredo, a história, todas as suas possíveis variantes são de domínio da imensa maioria.  Deixamos de lado a função de narradores de histórias e nos ocupamos em achar, no corpo, no movimento, na dança, um modo de “contar” algumas emoções de Romeu e Julieta de Shakespeare.

"Ver “Decalque” renascer é uma grande emoção. Colocar novos corpos a serviço deste ballet pareceu muito difícil no início, contudo, todos os obstáculos foram superados diante da garra e vontade presentes neste novo elenco. A integração e entrega de todos, desde os mais jovens que em sua maioria eram crianças e alunos da Escola Municipal de Dança de Londrina na época da estreia de “Decalque”, até a valorosa experiência de parte dos bailarinos que participaram da criação e primeira montagem desta obra e que ainda integram a companhia, iluminam a remontagem deste espetáculo considerado o mais importante do repertório do Ballet de Londrina. Não menos importante é o fato de mais uma vez percebermos que a dedicação, generosidade e união de muitas pessoas fizeram com que crises fossem superadas. Essa montagem foi realizada através do financiamento coletivo e pequenos patrocínios de empresas amigas. Registramos aqui nosso muito obrigado a todos, ao elenco, direção da FUNCART, colegas de trabalho e aos que colaboraram direta ou indiretamente para que essa reestreia fosse possível e para que mais uma incitação se tornasse realidade." Leonardo Ramos - diretor do Ballet de Londrina

Serviço:
Decalque
Ballet de Londrina
Dias 12,13 e 14 de agosto
Horário: 20 horas
Local: Circo Funcart (Rua Sen. Souza Naves, 2380)
Valor entrada: R$ 20 e R$10(meia)